Carregando Post...

O ferro – Siderurgia e metalurgia

Como podemos imaginar o mundo sem o ferro? Ele está em toda a parte, desde as mais pequenas até as mais grandes, desde o barato até o caro. Em cada cantinho de nossa vida é possível ver esse elemento de forma explicita, quase que impossível não ter notado pela nossa visão. Este será um séries de poste que ira detalhar esse processo tão sublime, presente nas grandes siderurgia do mercado, tais como: Votorantim, Gerdau e AcelorMittal. Neste primeiro artigo iremos abordar temas como, de onde vem o verro? Flotação e As etapas do processo siderúrgico.




De onde vem o ferro?


A hematita é o maior estado de  oxidação do ferro, apresentando a  composição química Fe2O3, correspondendo à 69,94% de ferro e 30,06% de  oxigênio, quando pura (sem ganga). Apresenta estrutura HC (hexagonal  compacta), é de cor normalmente acinzentada e tem peso específico aproximado
de 5.25 t/m.
 A Hematita é um dos mais importantes tipos de minério de ferro,  particularmente o mais importante no Brasil. Ocorre em muitos tipos de rochas e origens. Alguns depósitos de baixo grau tem sido tratados com sucesso, através de técnicas de gravimetria e flotação, para a produção de concentrados de alta qualidade.


Flotação


n  Flotação é um método de separação de misturas.
n  Trata-se de uma técnica de separação muito usada na indústria de minerais, na remoção de tinta de papel e no tratamento de esgoto, entre outras utilizações.
n  A técnica utiliza diferenças nas propriedades superficiais de partículas diferentes para as separar.
n  As partículas a serem flotadas são tornadas hidrofóbicas pela adição dos produtos químicos apropriados.
n  Então, fazem-se passar bolhas de ar através da mistura e as partículas que se pretende recolher ligam-se ao ar e deslocam-se para a superfície, onde se acumulam sob a forma de espuma.
n  Em resumo, a flotação é um processo de separação de sólido-líquido, que anexa o sólido à superfície de bolhas de gás fazendo com que ele se separe do líquido.